A MUBi compilou algumas Regras de Transporte de Bicicletas em Transporte Público para fácil consulta. Atenção que esta compilação foi realizada em janeiro de 2015 e as regras podem vir a ser alteradas no futuro:

Caminho de Ferro

CP

Alfa – Dobráveis que caibam no compartimento de bagagem – Transporte gratuito.

Intercidades – Dobráveis – transporte gratuito. Outras – duas bicicletas por carruagem com peso máximo de 15 kg, nos comboios Intercidades Lisboa – Porto / Braga / Guimarães. Na linha da Beira Baixa (Lisboa – Castelo Branco – Covilhã) – uma bicicleta por passageiro e comboio.

Regionais e Interregionais – Transporte gratuito, exceto nas linhas do Minho e Douro (transporte proibido).

Comboios urbanos do Lisboa / Porto e Coimbra – Transporte gratuito.

Fertagus

Transporte gratuito

Metro

Metro Lisboa e Porto

Transporte gratuito

Metro Sul do Tejo

Transporte gratuito

Autocarros

Destaque de boas práticas: Transporte de bicicletas nos Autocarros da cidade de Funchal. Parabéns à Câmara Municipal do Funchal!

Rede Expressos – Só bicicletas dobráveis dobradas como bagagem

Carris (Lisboa) – Bicicletas dobráveis – Transporte gratuito;  Outras – Transporte possível gratuito em algumas carreiras;

STCP (Porto) – Só bicicletas dobráveis

SMTUC (Coimbra) – Só bicicletas desdobráveis dobradas como bagagem

Barcos

Transtejo / Soflusa – O transporte de bicicletas é gratuito em todas as ligações fluviais, de acordo com as lotações indicadas (ver link no pdf)

Importante: consultar o pdf para condições adicionais. (Em revisão)

Tagged with:
 

A MUBi decidiu abrir mais um canal de comunicação:

http://forum.mubi.pt/

A abertura de um fórum tem sido uma das sugestões mais frequentes que os sócios nos têm feito. Ponderamos bem a sugestão pois já temos outros canais de comunicação e não queríamos gerar uma dispersão de esforços e canais de comunicação.

Compreendemos bem a visibilidade das redes sociais e da nossa presença no Facebook e Twitter. No entanto, também sabemos que nenhuma destas plataformas é a ideal para iniciar conversas que perdurem no tempo.

Compreendemos que a mailing-list MUBi-Sócios tem uma dinâmica muito forte porque entra pela nossa caixa de correio adentro. Mas este tem sido uma das razões porque algumas pessoas se têm queixado do volume de mensagens e da dificuldade de conversar de forma organizada sem interferir demasiado com a nossa caixa de correio. No entanto, reconhecemos que muitas pessoas preferem continuar a usar a sua caixa de correio e por isso não tencionamos desactivar esta mailling-list que continuará a servir de espaço de iteração para Sócios.

Decidimos escolher a plataforma de fórum electrónico Discourse. Esta plataforma representa o estado da arte para o debate de ideias e permite muitas funções inovadoras e úteis para trocar informação e se tenha conversas construtivas e civilizadas.

Ainda estamos a afinar detalhes e contamos convosco para experimentar este novo fórum e enviar-nos correcções e sugestões.

Registem-se já, participem e esperamos que gostem!

Tagged with:
 
Foto: Marisa Alves, Av.  do Brasil, Porto

Foto: Marisa Alves, Av. do Brasil, Porto

Recentemente, a empresa municipal Águas do Porto apresentou uma proposta de plano de estrutura para a frente marítima do Porto.

Segundo a empresa, “A Participação Pública é considerada, desde o momento inicial de delineação do Plano de Estrutura para a Frente Marítima do Porto, como um pressuposto inequívoco para o seu sucesso, visando a informação e a consulta de todos os interessados.

Com este modelo pretende-se criar uma sinergia entre as entidades públicas e privadas, e os cidadãos, implementando uma gestão direcionada para as questões da sustentabilidade e promovendo uma oportunidade única a nível regional e local de compatibilização entre questões de conservação, socioeconómicas e funcionais.”

Todos os interessados foram convidados a emitir as suas opiniões, até 6 de janeiro de 2015. Ainda segundo a entidade, “Toda a participação, entregue dentro do prazo, servirá como complemento de avaliação, sendo as questões pertinentes integradas no Relatório Final.”

A 16 de Dezembro de 2014 decorreu uma sessão pública de apresentação da proposta do Plano de Estrutura para a Frente Marítima do Porto. A apresentação pode ser consultada aqui. As peças escritas e desenhadas encontram-se disponíveis em “Fase 5 – Proposta de plano de estrutura para a frente marítima“.

Excerto dos desenhos do plano. Fonte: Águas do Porto

Excerto dos desenhos do plano. Fonte: Águas do Porto (carregue para aumentar)

Screen Shot 2015-01-07 at 9.53.11 pm

Excerto dos desenhos do plano. Fonte: Águas do Porto (carregue para aumentar)

A MUBi, cumprindo com os seus estatutos, contribuiu com um parecer, que se reproduz abaixo:


O parecer da MUBI pode ser descarregado em PDF, aqui.

 

Screen Shot 2015-01-07 at 7.21.42 pm

A MUBi, na defesa da sua finalidade social e ciente  da responsabilidade que lhe incumbe nesta matéria, emite o seu parecer genérico com base no documento por ela elaborado “Princípios de ação para a melhoria da segurança rodoviária dos utilizadores de bicicleta” (v. Anexo 1).

Primeiramente, lamentamos a dificuldade técnica no acesso às peças, dada a dimensão digital dos ficheiros e a dificuldade de uma consulta fácil, possível apenas através de meios tecnológicos adequados, facto que dissuade os munícipes interessados de uma consulta rápida e eficaz, tanto mais que o período de consulta é curto e se sobrepõe às festividades da época.

Posto isto, adotaremos um processo descritivo no sentido Norte – Sul, por tramos, considerando as especificidades das várias partes que compõem o traçado, na sua globalidade.

Comentários genéricos

Consideramos que é essencial acautelar questões de segurança e conforto, na fruição de toda a área a ser intervencionada, para todos os utilizadores, nomeadamente os mais vulneráveis.

À luz da hierarquia de decisão estabelecida nos “Princípios de ação para a melhoria da segurança rodoviária dos utilizadores de bicicleta” (ver Anexo 1) para a segurança dos mais vulneráveis,  impõe-se que se façam os seguintes comentários:

Continue reading »

Tagged with:
 

Foi com muito orgulho e satisfação que a MUBi assinou, esta manhã, na sede da FPC, pela mão do Ricardo Ferreira, um protocolo de cooperação com a Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP-FPC) com o intuito de criar condições de cooperação e partilha de informação entre as duas entidades.

A cerimónia iniciou-se com uma breve contextualização por parte do Vice-Presidente da FPC, Sandro Araújo, tornando-se evidente uma semelhança entre os objetivos de projetos que ambas as associações estão a desenvolver. Desta forma, o projeto Ciclismo para Todos da FPC associa-se ao projeto Bike to School – uma iniciativa da MUBi.

As vertentes utilitária e desportiva do ciclismo são mutuamente estratégicas e têm diversos objetivos em comum. Este protocolo marcará, certamente, o início de uma sinergia cada vez mais acentuada, na procura da maior qualidade de vida, educação, saúde e desenvolvimento económico proporcionados pela utilização da bicicleta.

Para assinalar o momento foi oferecida uma camisola MUBi “A cidade agradece” ao Presidente da FPC, Delmino Pereira.

protocolo_MUBi-FPC

Sandro Araújo e Delmino Pereira da FPC, e Ricardo Ferreira, da MUBi.

O protocolo pode ser consultado aqui: Protocolo MUBi – FPC.

Estiveram também presentes vários elementos da comunicação social (artigo no Jornal Eletrónico pedais.pt: Acordo entre Federação de Ciclismo e MUBi – De braço dado para promover o uso da bicicleta).

Tagged with:
 
A MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta – tem a honra de o (a) convidar para a cerimónia de assinatura do Protocolo de Colaboração entre a Federação Portuguesa de Ciclismo e a MUBi, que terá lugar amanhã, dia 30 de dezembro, pelas 11h00, na sede da FPC (Rua de Campolide, 237 – Lisboa).

 

Convite FPC-MUBi
Tagged with: