Governo e partidos na Assembleia da República apresentaram, em conjunto, 20 medidas favoráveis à mobilidade activa para o OE 2023. Se forem aprovadas, constituirão um passo importante e sinal positivo de vontade de mudança de paradigma nas políticas nacionais para a mobilidade urbana.

Na proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE 2023), o Governo […]

Ler mais

A MUBi é uma das já mais de cem organizações de todo o mundo que, por ocasião da Conferência do Clima COP27, pedem aos Governos e cidades que invistam mais nos modos activos de deslocação (andar a pé e utilização da bicicleta) por forma a alcançarmos as metas climáticas e melhorarmos a vida das pessoas.

[…]

Ler mais

Foto: Laura Alves | MUBi

Foi com grande esperança que a MUBi assistiu, nos últimos meses, a declarações do Governo em torno de uma forte aposta nos modos activos de deslocação, como forma determinante para reduzir os custos ambientais e económicos da dependência do automóvel e, simultaneamente, melhorar a saúde pública e qualidade de vida […]

Ler mais

Introdução

Ao contrário de todos os outros sectores económicos, que têm reduzido emissões, na mobilidade e transportes as emissões sobem continuamente há uma década e são hoje em Portugal 60% superiores ao que eram em 1990. Este é, desde 2019, o sector com maior peso (28%) nas emissões do país[1] e responsável por 37% […]

Ler mais

Depois de o Plano de Recuperação e Resiliência ter destinado zero investimento à mobilidade activa, é inaceitável que também o Programa para a Acção Climática e Sustentabilidade (PACS) [1], do Portugal 2030, exclua os modos de transporte mais saudáveis, económicos, energeticamente eficientes e ambientalmente sustentáveis – o caminhar e a utilização da bicicleta.

As emissões […]

Ler mais

A MUBi defende metas mais ambiciosas para os modos activos (caminhar e bicicleta) na actualização do Plano Intermunicipal de Transportes da Região de Aveiro (PIMTRA). Contudo, uma adopção significativa dos modos sustentáveis só será conseguida se, em conjunto com medidas que ofereçam alternativas atraentes ao uso do carro, existirem medidas determinadas para desincentivar a utilização […]

Ler mais

O sector dos transportes em Portugal é responsável por 37% do consumo de energia final. Nas áreas urbanas, mais de 30% das viagens de carro são inferiores a 3 km e 50% delas até 5 km, e a transferência para um uso mais intensivo dos modos activos (caminhar e bicicleta) permite proporcionar poupanças energéticas substanciais […]

Ler mais

A Estratégia Nacional para a Mobilidade Activa Ciclável (ENMAC) 2020-2030, que entra hoje no seu quarto ano de implementação, é um dos instrumentos em que se colocou a esperança de contribuir decisivamente para a alteração do paradigma de mobilidade em Portugal. No entanto, a Estratégia Nacional para a Mobilidade Activa Ciclável 2020-2030 continua sem recursos […]

Ler mais

O Orçamento do Estado para 2022 destinou 1 milhão de euros para a Estratégia Nacional para a Mobilidade Activa Ciclável (ENMAC) 2020-2030. A MUBi propôs, ao Secretário de Estado da Mobilidade Urbana e ao IMT, que este verba seja utilizada para a realização de uma ampla campanha de comunicação sobre os benefícios, individuais e colectivos, […]

Ler mais

Aproveitando o Dia Mundial da Bicicleta, a MUBi pede aos decisores políticos mais compromisso e empenho na mudança do paradigma da mobilidade, priorizando as deslocações a pé e em bicicleta e o transporte público, em detrimento da utilização do automóvel individual. A bicicleta é o modo de transporte energeticamente mais eficiente e, a seguir ao […]

Ler mais

Iniciativa Liberal, Bloco de Esquerda, PAN e Livre apresentaram propostas para reduzir o IVA sobre velocípedes de 23% para 6%. Outras propostas para o OE 2022 incluem apoios para implementação e expansão de sistemas de bicicletas partilhadas, a criação e melhoria de parqueamentos para bicicletas, o aumento da verba para a Estratégia Nacional para a […]

Ler mais

As medidas para mitigar o aumento de preços nos combustíveis terão custado aos contribuintes portugueses 700 milhões de euros em apenas 8 meses. Esta é uma oportunidade perdida para investir em opções de mobilidade mais eficientes e sustentáveis, como os transportes públicos e os modos activos, reduzindo a dependência dos combustíveis fósseis. O custo com […]

Ler mais

A escalada nos preços dos combustíveis fósseis, em conjunto com a elevada dependência do automóvel particular, tem constituído um enorme encargo para os portugueses. O novo Governo deverá investir, começando já no Orçamento do Estado para 2022, em modos de transporte mais económicos, eficientes e ambientalmente sustentáveis. A MUBi propõe a criação de um programa […]

Ler mais

Os incentivos do Fundo Ambiental de apoio à aquisição de velocípedes já estão disponíveis para bicicletas compradas após 1 de Janeiro de 2022. A MUBi tem feito pressão com algum sucesso, e a dotação e as comparticipações aumentaram. As bicicletas eléctricas podem receber até 500 euros e as bicicletas de carga até 1500 euros.

[…]

Ler mais

A Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBi) e a Federação Portuguesa de Ciclismo renovaram o protocolo de colaboração que visa fortalecer as condições de cooperação entre as duas entidades, procurando benefícios para todo o universo do ciclismo e dos utilizadores de bicicleta.

O protocolo agora assinado reconhece a MUBi como entidade coletiva filiada na […]

Ler mais

A Lei de Bases do Clima[1] entra em vigor a 1 de Fevereiro de 2022 e constitui um marco histórico para a mobilidade activa em Portugal. A legislação portuguesa passa a determinar que o Estado está obrigado a promover os modos activos de deslocação. Várias propostas que a MUBi tem […]

Ler mais

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) colocou em consulta pública a versão preliminar do “Documento Normativo para Aplicação a Arruamentos Urbanos“, desenvolvida pelo IMT e pelo LNEC no âmbito do Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária (PENSE 2020) e, posteriormente, da […]

Ler mais

A MUBi defende que pelo menos 10% do orçamento total do Estado para o sector dos transportes seja destinado à mobilidade em bicicleta, e outros 10% ao modo pedonal. A associação quer que o próximo Governo assuma seriamente este compromisso, criando as condições para mudar a mobilidade urbana em Portugal, introduzindo a mobilidade sustentável nas […]

Ler mais

A versão preliminar do Acordo de Parceria – Portugal 2030 apresenta uma visão redutora para o sector dos transportes. A abordagem para a mudança do paradigma da mobilidade urbana carece ser mais alargada e abrangente do que simplesmente infraestruturas e tecnologia, sob pena de repetirmos o falhanço do Portugal 2020. Acessibilidades a pé e em […]

Ler mais

BUGAs no passeio, não!

On 25 de November de 2021 By

A MUBi e a ACAPO apelam à Câmara Municipal de Aveiro para que não instale as estações da nova BUGA sobre os passeios. Infraestruturas e equipamentos para a utilização da bicicleta devem ser implementados em espaço retirado ao automóvel, como as associações têm vindo a alertar, e tal como indicam os manuais de boas práticas […]

Ler mais