Fonte: ECF

Dados concretos acerca dos benefícios económicos e ambientais das bicicletas de carga chegam ao Parlamento Europeu durante uma mesa-redonda que precedeu o International Cargo Bike Festival em Nijmegen (Festival Internacional de Bicicletas de Carga) [Holanda]. Políticos do Parlamento Europeu, representantes de negócios afetos e ONG encontraram-se em Bruxelas para debater o futuro transporte sustentável de mercadorias no interior congestionado das cidades da Europa.

Continue reading »

Tagged with:
 

Através dos seus sócios, a MUBi, Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta, teve conhecimento, recentemente, da instalação de vários estacionamentos para bicicletas localizados na Maia, no âmbito do Plano de Mobilidade Sustentável do Concelho da Maia (http://www.cm-maia.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=366&Itemid=219).

Acontece que estes equipamentos não apresentam o design adequado para a sua utilização.

Com efeito, os estacionamentos de bicicletas são na maioria das vezes mal desenhados e desadequados à utilização das bicicletas. Opta-se na maioria das vezes pelos chamados Empena-Rodas, em que a roda dianteira encaixa numa estrutura, suportando uma boa parte do peso da bicicleta.

Os principais problemas que estes estacionamentos de enfiar a roda têm são um reflexo do nome pelo qual é conhecido:

  • Para bicicletas de pneu fino (estrada ou clássicas), o peso da bicicleta fica apoiado nos raios, podendo quebrá-los, o mesmo acontecendo no caso de pneus mais largos.

  • Para bicicletas de BTT com pneus tubeless é frequente esvaziarem o pneu, quando se quer retirar a bicicleta.

  • Outras bicicletas de BTT podem partir raios, dada a pressão no encaixe.

  • As bicicletas de criança ou de roda pequena como dobráveis batem com os dropouts ou com a forqueta no encaixe do estacionamento.

  • No caso de estacionamentos em espiral, como vemos em muitas cidades, o problema agrava-se, porque o encaixe da roda nem sequer se faz na vertical.

  • O roubo de uma bicicleta nestes estacionamentos é extremamente fácil. Basta desapertar a roda pois está fora de questão colocar um cadeado seguro que prenda o quadro como os cadeados em U-Lock.

  • O sitema não permite prender o quadro da bicicleta a não ser com cadeado de cabo de aço, que se consegue vandalizar facilmente.

  • Por estarem apenas apoiadas na roda da frente, as bicicletas ficam pouco estáveis, e facilmente sujeitas a serem derrubadas, podendo isto acontecer em efeito dominó, com as óbvias possíveis consequências.

 

 

 

 

 

 

 

 

Estacionamento junto à Biblioteca Municipal Doutor Vieira de Carvalho, Maia

Continue reading »

Serve o presente anúncio para, segundo a Legislação em vigor, convocar a Assembleia Geral de Sócios da Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBi), em reunião ordinária a realizar-se no dia 3 de Abril de 2014 pelas 20h30 horas, na Fábrica
do Braço de Prata, Rua da Fábrica do Material de Guerra, n.º1, 1950-128 Lisboa.

Se à hora marcada não se encontrar presente pelo menos metade dos
Associados com direito de voto, a Assembleia Geral reunirá em
segunda convocatória, pelas 21h00, no mesmo local, com o número de Associados que estiver presente ou representado.

Esta reunião da Assembleia Geral terá a seguinte ordem de trabalhos:

1- Informações
2- Apresentação, discussão e deliberação sobre o Relatório de Atividades relativo ao ano de 2013;
3- Apresentação, discussão e deliberação sobre o Relatório de Contas
relativo ao ano de 2013 e apresentação do Parecer do Conselho Fiscal;
4- Outros assuntos

Convidam-se todos os associados da MUBi a participar nesta AG.

A MUBi tentará, dentro das possibilidades técnicas no local, que os sócios que não se possam deslocar presencialmente à AG possam participar por tele-conferência. Mais informação será atempadamente disponibilizada no site da MUBi.

Lisboa, 19 de Março de 2014

A Mesa da Assembleia Geral

MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta
http://mubi.pt
Fundada em 2009
Apartado 2558, EC Praça do Município, 1114-001 Lisboa
NIPC: 509 005 489
Tagged with:
 

Bike to School Day

Lisboa E-Nova – Agência Municipal de Energia-Ambiente e a MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta – “Sexta de Bicicleta”, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, estão a organizar a Iniciativa  BIKE TO SCHOL DAY.

Esta iniciativa realiza-se em diversas cidades do mundo, incentivando os alunos a deslocarem-se de bicicleta para a escola. Em Lisboa, a iniciativa pretende motivar os alunos a fazerem o trajecto casa-escola-casa todas as sextas-feiras.

BIKE TO SCHOOL DAY dirige-se preferencialmente aos alunos dos 2.º, 3.º ciclos, secundário, técnico / profissional e universitário dos Estabelecimentos de Ensino do Concelho de Lisboa e, dependendo das idades dos alunos, às suas famílias e à comunidade escolar em geral.

Com esta iniciativa pretende-se sensibilizar o público mais jovem para a necessidade de reduzir os impactos ambientais da mobilidade urbana, promovendo os meios suaves de mobilidade, neste caso, mais concretamente, a utilização da bicicleta no percurso casa-escola-casa.

Trata-se de uma oportunidade para os estabelecimentos de ensino de Lisboa e os seus alunos poderem aceder aos conhecimentos necessários à utilização correta e segura da bicicleta, de forma a que possam continuar futuramente, por si, numa base regular, os percursos que agora terão possibilidade de iniciar.

Em que consiste o BIKE TO SCHOOL DAY?

Todos os Estabelecimentos de Ensino do Concelho de Lisboa serão convidados a participar nesta iniciativa gratuitamente.

Em função dos anos lectivos ministrados, a organização disponibiliza uma série de actividades/apoios para os alunos, que promovem um maior contacto com a bicicleta e permitem utilização deste meio de transporte com mais confiança e de uma forma segura. Desta forma haverá uma maior incentivo para a utilização da bicicleta, nas deslocações para a escola no futuro.

Implementação do “BIKE TO SCHOOL DAY”

Os Estabelecimentos de Ensino iniciam a implementação do Bike to School Day, todas as sextas-feiras, até ao final do corrente ano lectivo, devendo recomeçar no início do próximo.

Nas primeiras sextas-feiras, os estabelecimentos de ensino participantes deverão enviar fotografias para o os e-mails a indicar futuramente. O envio das fotografias obriga, no caso de menores, à prévia autorização dos encarregados de educação, caso se tratem de alunos menores de idade, através de minuta de autorização que será disponibilizada para o efeito.

Este projeto está também a ser desenvolvido em parceria com a Oeinerge (Agência de Energia de Oeiras).

Em novembro de 2013 foi enviado um contacto à AdEPorto (Agência de Energia do Porto) que foi renovado em março de 2014 com conhecimento para a vereação da mobilidade da Câmara Municipal do Porto de que se aguarda resposta.

Outros municípios interessados no projeto podem enviar um pedido de mais informações para geral@mubi.pt.

Fonte: MUBi e Lisboa e-nova

Tagged with:
 

civitas_logo_beta_1No dia 26 de fevereiro de 2014 a MUBi participou num workshop no âmbito da Iniciativa CIVITAS. Trata-se de um projeto da União Europeia para ajudar as cidades aderentes (adesão aqui) na implementação de infraestruturas associadas à mobilidade sustentável.

O público-alvo deste workshop foram alunos do 3.º ciclo do Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano do Porto. Em parceria com o Miguel Barbot, da Velo Culture, os alunos foram sensibilizados para questões como mobilidade sustentável, modos ativos de locomoção e intermodalidade, procurando-se desmitificar os preconceitos associados à deslocação através da bicicleta.

2014-02-26 15.14.24
2014-02-26 15.19.03 2014-02-26 15.17.04

Tagged with: